Margarida Inácio – Fundadora da 1001 Migalhas. Associada Diamond

 Nasceu em Lisboa mas é descendente de uma família tradicional Alentejana, do concelho de Mértola, onde o pão e os bolos eram confeccionados em casa como forma de sustento alimentar da família e desde sempre que a confecção de bolos faz parte da sua vida. A sua infância é preenchida por sabores e aromas doces caseiros. Sempre participou na confecção de bolos e pão caseiros com as tias, primas, avós e mãe.

Como nasceu a marca, onde podemos encontrar e qual é a sua missão?

Há alguns anos comecei a preparar os lanches para os seus filhos levarem para a escola, e decidi fazer bolachas e bolos saudáveis para que eles pudessem ter uma alimentação equilibrada, incluindo em algumas receitas legumes e frutos.
Rapidamente comecei a confeccionar os bolos de aniversários para familiares, amigos, vizinhos, colegas, amigos de amigos, enfim foi o “passa-palavra”.   Criei um blog www.1001Migalhas.com e página no Facebook @1001Migalhas , através dos quais recebo os pedidos de encomenda. Comecei a efectuar venda directa ao público, participando em eventos em Lisboa (Mercado Get-Zen, CCB, Trend Market, Ludopolis, Nostra Mediterranean-Dieta Mediterrânica).
 As pessoas estão mais informadas e alertas a esse tipo de alergias/intolerâncias?
Por ser intolerante ao gluten e à lactose a minha vontade de criar receitas também isentas de restrições alimentares, acentuou-se, nascendo então o conceito 1001Migalhas, bolos artesanais sem gluten, sem lactose, na sua base, com variantes sem açucar e sem ovos. Este nome surgiu porque as migalhas nunca acabam, há sempre uma migalha que resta e que serve de “mote” para a confecção de um próximo produto
A minha convicção é a de partilhar o meu conhecimento por forma a dar o meu humilde contributo no sentido de melhorar as doces rotinas alimentares de outras pessoas, que procuram ter e manter uma alimentação mais saudável, e que desconhecem como poderão fazê-lo. Esta é uma das razões que me motivam a publicar as receitas dos meus produtos no blog www.1001Migalhas.com, procurando incentivar à sua confecção e inovação, deixando a decisão final ao cliente: pode confeccionar ou encomendar
Quais são as verdadeiras consequenciais a longo e curto prazo?
A doença celíaca é uma condição crónica que afecta o intestino delgado. É uma intolerância permanente ao glúten, tratando-se de uma proteína que pode ser encontrada no trigo, centeio, cevada, aveia e malte, esta doença é considerada uma desordem auto-imune e os sintomas podem ser variados, desde diarreia cronica ou prisão de ventre, inchaço e flatulência permanentes, irritabilidade, entre outros.
O consumo de glúten provoca uma reacção inflamatória ao nível do intestino delgado, provocando uma má absorção de nutrientes pelo intestino. A dieta alimentar sem glúten deve ser respeitada diariamente e é para toda a vida, evitando a manifestação de outras doenças que poderão limitar a execução de algumas tarefas da rotina diária, já que o sistema imunológico é fortemente afectado.
As consequências a curto ou longo prazo manifestam-se a nível físico, conforme descrito acima. A prevenção faz-se ao adoptar uma dieta alimentar da qual o glúten não faz parte.
A Associação Portuguesa de Celíacos tem vindo a desenvolver um trabalho exímio na divulgação, apoio, e aconselhamento neste sentido. No entanto, a grande generalidade das pessoas em Portugal ainda desconhece a existência desta Associação.
É também neste sentido que procuro partilhar a minha experiência e informação obtida. Felizmente, em Portugal, existem cada vez mais estabelecimentos comerciais de venda de produtos sem glúten e sem lactose.
Se encararmos a nossa intolerância ou alergia como um desafio, com confiança e optimismo, respeitando sempre a dieta alimentar a que estamos sujeitos e procurando substitutos saudáveis, trabalhando sempre a flexibilidade mental para ir ao encontro de alternativas, ultrapassamos e contornamos o mesmo com distinção
Em que momento decidiu criar o seu próprio negócio e onde foi buscar coragem?
Após 1 ano de venda directa ao público, tomei o meu tempo para reflectir e surgiram algumas questões: se esta minha paixão poderia ser convertida num projecto sustentado e quais os objectivos a definir nesse sentido. Considero que cada momento da vida é uma enorme oportunidade que nos é concedida, mas ganhar dinheiro não é a minha prioridade máxima. No entanto decidi criar o meu negócio, dada a necessidade de mercado e o feedback obtido por parte dos clientes
A participação em eventos de venda directa permitiu-me obter uma visão mais abrangente. Como quem compra o meu produto é quem paga as minhas despesas, a relação que procuro construir com os meus clientes baseia-se em servir a necessidade de quem compra.
No entanto, se escolhemos viver intensamente, neste caso, criar um negócio, temos de ter consciência que teremos de correr riscos, e ao estarmos a fazer escolhas já estamos a manifestar actos de coragem. Coragem em avançar, coragem em dedicar-se ao seu projecto, em criar algo diferente ou algo que satisfaça as necessidades do cliente Clientes que se sentem valorizados fazem parte do projecto.
O maior risco é não correr nenhum risco….
Existiu alguma altura mais crítica, ao ponto de querer desistir?
Existem sempre fases muito críticas para quem é empreendedor e abraça a aventura de criar um projecto e desenvolver um negócio. Uma das minhas filosofias de vida é de que o caminho se faz caminhando. Se tomarmos as decisões de acordo com as nossas convicções, independentemente do que nos possa acontecer, prosseguiremos no nosso caminho verdadeiro que nos conduzirá ao sucesso.
Como “dos fracos não reza a história”, nos tempos difíceis procuro manter a disciplina e certifico-me de que fiz tudo o que estava ao meu alcance para manter o foco nos meus objectivos.
Tenho sempre presente de que a vida é uma série de estações, nunca esquecendo de que os Invernos nunca duram. Quando me esforço por perseguir metas grandiosas que enaltecem o que há de melhor em mim e no meu trabalho, o desejo que tenho de as alcançar ajuda-me a superar os momentos difíceis que surgem no meu caminho. Desenvolvo o sentimento de perseverança! E eu pecadora, confesso, adoro correr riscos.
Nunca considerei sequer em desistir, procuro e incentivo outras pessoas a realizarem aquilo em que acreditam, em realizar os seus sonhos, concretizar os seus projectos e implementar o seu negócio.
                    
Que dicas deixa a outra empreendedora para conciliar um trabalho de horário fixo, uma marca própria e os filhos?
O ser humano é por natureza um ser multidisciplinar, e neste sentido aplicando e praticando diariamente uma disciplina constante é possível conciliar distintas tarefas entre si!
Devemos respeitar o nosso ritmo pessoal, definir objectivos, estabelecer prioridades e encontrar equilíbrio. É fundamental que possamos disfrutar e divertir-nos no trabalho que desenvolvemos
Tal como para confeccionar um bolo e obter um excelente resultado temos de seguir uma receita e praticar, praticar, praticar e praticar também no mundo empresarial cometer erros faz parte da receita.
Quando a vida lhe envia uma das suas curvas sinuosas, lembre-se de que ela vai servir para desenvolver todo o seu potencial que estava adormecido dentro de si para que possa transbordar para o seu mundo exterior.

Citando Warren Buffet, CEO da Berkshire Hathaway:  ” São precisos 20 anos para construir uma boa reputação, mas são precisos apenas 5 minutos para a arruinar. Se pensar nisso, vai fazer as coisas de maneira diferente. ”                                                                                                                                                                                                                                                          

 
Que projectos tem para a sua marca no futuro?
Farei sempre o que estiver ao meu alcance para ajudar, estabelecendo alianças/parcerias e cultivando amizades, pois acredito que os negócios se baseiam em relacionamentos.  O Dar desencadeia o processo de receber.
Muitos clientes e pessoas que visitam a banca da 1001Migalhas nos eventos onde participo, agradecem-me por fazer a diferença e incentivam-me a continuar com o meu projecto
Procurarei destacar a minha marca da multidão e elevá-la a um estatuto internacional.
Qual é a sua opinião sobre a influencia do networking nos nossos negócios?
É de extrema importância a realização de eventos networking, uma vez que é através destes Eventos que se formam e se mantêm relações com o objectivo de atingir metas especificas. São criadas oportunidades de construir e alargar redes de contactos, estabelecendo alianças/parcerias e cultivando amizades, pois acredito que os negócios se baseiam em relacionamentos interpessoais com outras pessoas. Actualmente ter bons relacionamentos interpessoais é fundamental para se conseguir boas oportunidades de negócio.
É também importante desenvolver e cultivar amizades com a concorrência
Que benefícios a Comunidade ASM trouxe para si, em termos de parcerias, vendas, clientes, entre outros?
Ter uma boa rede de contactos é essencial para qualquer empreendedor, e pertencer a esta rede permitiu-me ampliar ao máximo as oportunidades de negócio, mas não apenas isto, é também um processo de construção de amizades motivadas por interesses mútuos.
Conheci pessoas fantásticas, tive a oportunidade de conhecer outros projectos maravilhosos, liderados por pessoas incríveis que rumam ao sucesso garantido! Estabeleci parcerias, angariei clientes e criei novas amizades. A partilha de conhecimento pessoal é enriquecedora. E principalmente para quem pretende criar um negócio é fundamental falar com pessoas que já  o criaram  e têm experiência no assunto. Esta comunidade é o espelho disto mesmo.
Alguma novidade que deseja partilhar com as empreendedoras que estão a ler?
Agradeço a oportunidade e por ainda estarem a ler a minha partilha As novidades são sempre publicitadas no blog www.1001Migalhas.com ou na página do Facebook: @1001Migalhas. Para além da participação nos Eventos de venda directa ao público, irão ser realizados Workshops através da Associação Portuguesa de Celíacos e irei desenvolver Workshops gratuitos em Centros de Dia, e Lares na área de Cascais e Lisboa no decorrer do ano 2018.

Olá

Não estamos por aqui agora. Pode enviar um e-mail e nós retornaremos o mais rápido possível. geral@adorosermulher.com

Sending

© 2018 Associação Adoro.Ser.Mulher | Rede Emprendedorismo Feminino Internacional |    Contactos   |    Termos de Utilização e Privacidade

or

Log in with your credentials

Forgot your details?

Malcare WordPress Security